Da esquerda para direita: o presidente da Firjan, Eduardo Eugênio Gouvêa Vieira; o ministro da Economia, Paulo Guedes; o presidente da SNA, Antonio Alvarenga; e (em pé) o presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, participam da comemoração de 122 anos da Sociedade Nacional de Agricultura. Foto: Cristina Baran/A Lavoura

A Sociedade Nacional de Agricultura (SNA) comemorou, em grande estilo, seus 122 anos de trabalho em favor do setor agropecuário brasileiro, com um almoço na sede da instituição no Rio de Janeiro (RJ), na sexta-feira, 13 de fevereiro.

Na mesma ocasião, quatro novos membros tomaram posse de cadeiras na Academia Nacional de Agricultura. Todos foram empossados pelo presidente da Academia, Luiz Carlos Corrêa Carvalho (mais conhecido como Caio Carvalho), e pelo presidente da SNA, Antonio Alvarenga.

O encontro foi marcado pela presença do ministro da Economia, Paulo Guedes, e dos presidentes do Banco do Brasil, Rubem Novaes; da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), Eduardo Eugênio Gouvêa Vieira; da Petrobras, Roberto Castello Branco; e da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Martins de Silva Júnior, que assumiu sua cadeira na Academia.

Também prestigiaram a comemoração o secretário Eduardo Lopes, da Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento do Estado do Rio de Janeiro.

Presidente da SNA, Antonio Alvarenga, Presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, e secretário de Agricultura do Rio, Eduardo Lopes. Foto: Cristina Baran/A Lavoura

Ainda compareceram ao almoço festivo a presidente da Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ), Ângela Costa; ex-ministros, embaixadores, empresários do agro, membros do Conselho de Economia e diretores da Sociedade Nacional de Agricultura.

Presidente da ACRJ, Ângela Costa, e o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco. Foto: Cristina Baran/Divulgação A Lavoura

Posse na Academia Nacional de Agricultura

No almoço comemorativo pelos 122 anos da SNA, quatro novos membros assumiram as cadeiras na Academia Nacional de Agricultura: o presidente da CNA, João Martins, o chefe-geral da Unidade Territorial da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Evaristo Eduardo de Miranda; Jacyr Costa Filho, presidente do Conselho Superior de Agronegócios da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp); e o empresário Claudio Pereira.

João Martins é formado em Administração de Empresas e possui uma longa trajetória profissional ligada à atividade pecuária, há mais de 50 anos. Sua história vem de berço, considerando que seu pai foi criador de gado por volta dos anos 40, em Salvador (BA), onde tudo começou.

Foi eleito presidente da CNA Brasil em 2015 e reeleito dois anos mais tarde, para ocupar o posto durante o quadriênio 2017- 2021.Também é presidente e acionista da empresa Agropecuária João Martins S/A.

Presidente da Academia Nacional de Agricultura, Caio Carvalho e o presidente da SNA, Antonio Alvarenga,, empossam o comandante da CNA Brasil, João Martins. Foto: Raul Moreira/Divulgação SNA

O pesquisador Evaristo de Miranda, além de comandar a Unidade Territorial da Embrapa e ser atuante nas áreas de ecologia, agricultura, meio Ambiente e gestão territorial, também é escritor, tendo publicado mais de 40 livros. É agrônomo, mestre e doutor em Ecologia pela Universidade de Montpellier (França). Também é diretor do Instituto Ciência e Fé.

Na Embrapa desde 1980, ao longo desse período ele participou e coordenou mais de 40 projetos de pesquisa, além de ter implantado e dirigido três centros nacionais de pesquisa. Em seu currículo consta que foi consultor da Organização das Nações Unidas (ONU) na Conferência Mundial sobre Meio Ambiente (a Rio-92).

Miranda também presta serviços de assessoria para a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), Banco Mundial, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), entre outras instituições nacionais e internacionais.

Caio Carvalho (à direita) e Antonio Alvarenga empossam o chefe-geral da Embrapa Territorial, Evaristo Eduardo de Miranda. Foto: Cristina Baran/Divulgação A Lavoura

Graduado em Engenharia Civil e Administração de Empresas com especialização em Marketing pelo International Institute for Management Development (IMD), em Lausanne, Suíça, Jacyr Costa Filho possui mais de 30 anos de experiência no setor sucroenergético, tendo dirigido empresas como Guarani, Brasil Álcool e a trading SCA. Atualmente dirige a Divisão Brasil do Grupo Tereos e é membro do Comitê Executivo global do grupo.

Em setembro de 2016, assumiu a presidência do Conselho Superior do Agronegócio (Cosag) da Fiesp. Também é conselheiro da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica), preside o Sindicato de Fabricação de Álcool do Estado de São Paulo e o Comitê de Agroenergia da Associação Brasileira do Agronegócio (Abag), amém de ser conselheiro da Associação da Indústria de Cogeração de Energia (Cogen).

Mais uma vez, Caio Carvalho e Antonio Alvarenga empossam novo membro da Academia Nacional de Agricultura: Jacyr Costa Filho, presidente do Cosag/Fiesp. Foto: Cristina Baran/Divulgação A Lavoura

Por fim, o empresário Cláudio Pereira também foi empossado como novo membro da Academia Nacional de Agricultura. Economista, bacharel em Ciências Contábeis, administrador  e publicitário, o executivo é expert em gestão empresarial, finanças e publicidade. Também atua no setor de comunicação como produtor de conteúdo jornalístico e cultural.

Tem em seu currículo várias experiências em empresas privadas. Ainda vale destacar que, entre os anos de 1998 e 2017, foi sócio e vice-presidente do Conselho de Administração do Grupo CDN, uma das maiores empresas de comunicação corporativa do País.

Durante esses 19 anos na CDN, Pereira foi o responsável pela gestão e implantação de toda a estrutura contábil, fiscal e financeira sobre a qual a empresa se desenvolveu e consolidou.

Caio Carvalho e Antonio Alvarenga com o empresário Cláudio Pereira. Foto: Raul Moreira/Divulgação SNA

Conheça melhor a SNA

Fundada em 1897 como instituição de utilidade pública que atua sem fins lucrativos,  atualmente a SNA investe em ações educacionais e difusão de conhecimentos com foco no desenvolvimento do agronegócio do País, nas áreas de agricultura, criação de animais, meio ambiente, economia, direito e capacitação gerencial, entre outras.

Sua tradição e modernidade convivem em harmonia sob a égide da qualidade: no ensino, na divulgação, nos serviços que presta ao setor, à comunidade e ao Brasil.

Mantém no bairro da Penha, na capital do Rio, o Campus Educacional e Ambiental da SNA em uma área privilegiada de 144 mil metros quadrados de natureza, que abriga cursos de graduação em Medicina Veterinária e em Zootecnia, oferecidos em parceria com a Faculdade de Ciências Agroambientais (Fagram)  e Universidade Castelo Branco (UCB).

Por meio de sua unidade educacional – a Escola Wencesláo Bello (EWB) –, a SNA oferece 53 cursos de extensão (livres) em práticas agrícolas, criação de animais, agronegócio, paisagismo e meio ambiente. Ainda abriga a Biblioteca Edgard Teixeira Leite, que é uma referência no País.

Entre outras atividades, a Sociedade Nacional de Agricultura também é responsável pela veiculação da revista A Lavoura, que é veiculada desde maio de 1897 e hoje circula nas versões online e impressa. Também mantém a revista eletrônica Animal Business do Brasil, o Centro de Inteligência em Orgânicos, entre outras.

Conheça melhor nossa instituição acessando www.sna.agr.br!

Fonte: A Lavoura com informações das assessorias