A UDT da Safratec apresentou o desempenho de híbridos de milho

Em sua 25ª edição, o Safratec 2017, promovido nos dias 18, 19 e 20 de janeiro pela Cocamar Cooperativa Agroindustrial em sua Unidade de Difusão de Tecnologias (UDT) no município de Floresta, região de Maringá (PR), recebeu cerca de 5 mil visitantes, entre produtores, técnicos, autoridades, lideranças e expositores paranaenses e de outros Estados.

Atrativos

O evento, que marcou a abertura oficial da Colheita de Soja 2016/17 na região, teve pela primeira vez a presença de maquinários em exposição e também em atividades dinâmicas. A UDT, com área de aproximadamente 500 mil metros quadrados, apresentou trabalhos técnicos em diferentes áreas, como manejo de solo, desempenho de cultivares de soja e híbridos de milho, o espaço da pecuária com programas inovadores, entre os quais a integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF), cerca de 50 estandes de empresas e instituições parceiras da cooperativa, divulgando produtos e serviços, cultura do café e até mesmo uma pista de test-drive para carros e utilitários, além de vários outros atrativos.

Conhecimentos

A iniciativa é uma “universidade a céu aberto”, onde produtores têm acesso a novos conhecimentos e tecnologias e a oportunidade de tirarem suas dúvidas dialogando diretamente com especialistas. A proposta central do Safratec é contribuir para o aumento da produtividade das lavouras. Em relação a soja, carrochefe do agronegócio brasileiro e regional, é meta é atingir, nos próximos anos, um patamar de produtividade de 100 sacas por hectare.

Divanir Higino, presidente da Cocamar, assinalou que “a transferência de conhecimentos é a atividade mais nobre desempenhada pela cooperativa”, salientando que ao aprimorar-se, o produtor mantém a competitividade dos seus negócios.

Reconhecimento

O secretário de Estado da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Anacleto Ortigara, afirmou que com realizações como esta, a Cocamar e outras cooperativas paranaenses impulsionam o agronegócio estadual. “A Cocamar faz um grande esforço para melhorar a vida dos cooperados”, afirmou o secretário, frisando que o agronegócio estadual totalizou 15 bilhões de dólares em exportações no ano passado e que a safra de soja, em início de colheita, deve ser recorde, ao redor de 18,3 milhões de toneladas.