A japonesa Takasago firmou parceria com a cooperativa rural de Provença como parte estratégica da empresa para garantir sua própria produção do óleo e a redução nos efeitos da volatilidade do mercado

A Takasago, uma das cinco maiores empresas de aromas e fragrâncias do mundo, com operação em 26 países, incluindo o Brasil, firmou uma parceria com a Cooperative Corporation of Perfume Plants of Provence (SCA3P), em julho deste ano, adquirindo toda a produção do óleo essencial de Lavandin Grosso da região de Provença, na França, por dez anos.

Essa iniciativa da Takasago faz parte de uma estratégia global de fornecimento de ingredientes de origem natural chamada de TaSuKI. Com ela, a multinacional implementa e gerencia estratégias de fornecimento responsável, desde a fonte e ao longo da cadeia de valor, a fim de garantir um suprimento sustentável, se adaptando às dificuldades impostas pelo mercado.

Símbolo da Provença e um dos materiais mais utilizados em fragrâncias finas e cosméticos, o Lavandin Grosso é quase exclusivamente cultivado na França e não há um substituto tão exato. Foto: Takasago

“Nos últimos anos, o mercado do Lavandin tem sido extremamente volátil, com contínuo desequilíbrio entre oferta e demanda. Nosso objetivo é apoiar o setor, reduzindo a volatilidade desfavorável na oferta e no preço”, explica Stéphane Zwaans, Head de iniciativas estratégicas de compras da Takasago.

Símbolo da Provença e um dos materiais mais utilizados em fragrâncias finas e cosméticos, o Lavandin Grosso é quase exclusivamente cultivado na França e não há um substituto tão exato. Ao apoiar fornecedores, a empresa se compromete a assegurar uma fonte constante do produto a um preço justo para fabricantes e usuários.

Conexão direta entre fornecedor e comprador

Colheita nas plantações de lavanda da cooperativa. Foto: SCA3P

A cooperação também garante qualidade e quantidade constantes de ingredientes naturais em um contexto volátil, sujeito a especulações e mudanças climáticas.

A parceria traz benefícios também para os produtores da cooperativa, já que, ao estabelecer uma conexão direta entre o fornecedor e o comprador, o acordo melhora as receitas e garante uma renda estável.

“Os membros da nossa cooperativa, formada por 230 produtores, poderão planejar a longo prazo, investir em novos equipamentos, expandir sua atividade, renovar suas plantações e trabalhar no desenvolvimento de plantações de maior rendimento e mais resistentes”, diz Michel Krausz, diretor da SCA3P.

Como parte da TaSuKI, a Takasago também desenvolveu sua presença local direta em outras partes do mundo, como a infraestrutura dedicada ao óleo de patchouli na Indonésia; a produção de baunilha, em Madagascar e, mais recentemente, um programa de longo prazo com produtores de toranja na Flórida.

“No futuro, pretendemos desenvolver uma abordagem semelhante para ajudar a preservar e apoiar outras cadeias de suprimentos vulneráveis ​​e voláteis. Esse virtuoso círculo de presença na fonte e no fornecimento responsável garante o atendimento aos clientes da Takasago de maneira clara, abrangente e eficaz”, afirma Zwaans.

Fonte: Takasago