Pesquisa inédita realizada pelo Instituto CNA, com quase 1,3 mil produtores rurais de todo o País, aponta as dez principais demandas do setor agropecuário. Documento foi entregue ao Ministério da Agricultura

Dificuldades de acesso ao crédito rural, altos custos da produção agropecuária, insegurança jurídica e criminalidade no campo são algumas das principais demandas dos produtores rurais no Brasil, conforme aponta uma pesquisa inédita feita, em todo o País, pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

O documento completo foi entregue no dia 11 de abril deste ano, pelo presidente da CNA, João Martins, ao secretário-executivo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Marcos Montes, durante o Painel sobre o Selo de Integridade do Mapa, em Brasília (DF).

O levantamento mostra que 59,93% dos entrevistados disseram que o crédito rural é a demanda mais importante para o campo. Na avaliação de Martins, a pesquisa é fundamental para a discussão de mais políticas para o agro e reforça a necessidade de um Plano Safra plurianual.

“O crédito agrícola tem ficado menor. Está na hora de ter um projeto de cinco anos para o produtor saber, no decorrer desse tempo, o que ele vai encontrar para poder dimensionar as necessidades e buscar os recursos. Nos próximos anos vamos passar de 300 milhões de toneladas de grãos e essa expansão será por tecnologia e dependerá de termos crédito”, afirma o executivo.

Direcionamento

Presidente da CNA, João Martins, entrega documento da instituição ao secretário-executivo do Ministério da Agricultura, Marcos Montes. Foto: Divulgação CNA

“Esse trabalho da CNA, indo perguntar diretamente para o produtor o que ele quer, vai nos dar um norte, um direcionamento, ao saber que o produtor rural quer crédito, mas também quer logística e segurança jurídica”, comenta Martins.

Para ele, a pesquisa ressalta os principais pontos: “Todas as ações do Ministério [da Agricultura] são feitas com as entidades e esse trabalho será avaliado na construção do Plano Safra”, comentou Marcos Montes, que representou a ministra da pasta, Tereza Cristina, no evento.

Ranking

Coordenada pelo Instituto CNA, a pesquisa inclui a participação de aproximadamente 1,3 mil produtores, que responderam a um formulário eletrônico entre os dias 1º de março e 5 de abril de 2019. Depois disso, segundo a Confederação, foi possível elaborar um ranking das dez demandas consideradas como as mais prioritárias.

Com a liderança da dificuldade de acesso ao crédito rural, os altos custos de produção em campo aparecem como a segunda maior demanda do setor, de acordo com 49,7% dos produtores que responderam ao formulário; seguidos por infraestrutura e logística (40,9%); qualificação de mão de obra (36,1%); e questões ambientais (35,2%).

“O objetivo do levantamento foi saber a opinião do produtor rural que está lá na base sobre o que ele de fato precisa. Essa pesquisa vai subsidiar a CNA na proposição de políticas públicas para o agro no governo e no Congresso Nacional”, explica o secretário-executivo do Instituto CNA, André Sanches.

Outras necessidades

Dentre os entrevistados pelo Instituto CNA, 62% dos pecuaristas afirmam ter dificuldades de acesso ao crédito, resultado maior que na agricultura (59,1%). Foto: Wenderson Araújo/Divulgação CNA Brasil

A pesquisa também aponta outras necessidades e problemas do segmento produtivo, conforme indicam os produtores rurais. Segurança jurídica (22%), criminalidade no campo (21%), questões trabalhistas (20%), endividamento (15,5%) e questões fundiárias (11,5%) fecham a lista dos tópicos classificados como prioritários para quem vive e trabalho no meio rural.

Esse trabalho da CNA também dividiu os resultados entre agricultura e pecuária. O crédito rural foi apontado como a maior necessidade para 59,1% dos agricultores e 62% dos pecuaristas.

As quatro principais demandas são as mesmas nos dois segmentos. Depois do crédito, vêm os custos de produção, logística e infraestrutura e qualificação de mão de obra.

Divisão por atividades agrícolas

A pesquisa ainda dividiu as demandas dos produtores em 12 atividades, nas quais o crédito rural é a principal em oito culturas (café, cana-de-açúcar, fruticultura, grãos, bovinocultura de corte, bovinocultura de leite, caprinos e ovinos e suinocultura).

Na horticultura e na avicultura, o custo de produção é o item mais importante para os produtores. A questão ambiental é a principal necessidade na silvicultura e a qualificação de mão de obra é o primeiro item da lista de prioridades na aquicultura.

Fonte: CNA Brasil